Criando sites simples e eficientes

É inegável que vivemos novos tempos, onde as redes sociais dominam, mas o consumidor precisa de um porto para ancorar e ter informação institucional sobre sua empresa e, a criação de um site deve contemplar exatamente isso.

odesign-sites

Hoje, mais do que nunca, menos é mais, menos consumismo, menos ganância e MAIS INFORMAÇÃO. Essas são as máximas para o momento e onde o bom design é aquele que dá a sensação agradável de ver algo belo. É como diferenciar o Chrome do IE, muito mais bonito e eficaz. Beleza gera credibilidade, o conteúdo mais bonito terá maior aceitação.

Isso pode até ser algo relativo, entretanto, você confia também em layouts e materiais mais bonitos e bem trabalhados. Design é comunicação, o que as pessoas veem antes de ler é A PRIMEIRA IMPRESSÃO que fica. Você sabe que beleza custa caro, e a empresa que tem um site que pareça mais bonito ganha pontos de credibilidade, afinal, que empresa iria investir em um bom designer para depois não entregar o produto e queimar seu investimento?

Beleza muitas vezes tem a ver com simplicidade e sofisticação, como nosso conceito talhado na ideia de Da Vince. Quanto mais simples e personalizado seu site e sua interação com seu público usando as Redes Sociais, maior será seu retorno. Lembre-se disso, em um mundo de MUITOS IGUAIS, a diferença e o bom design geram valores e lhe trazem lucros.

 

 

 

O que é então Marketing de Conteúdo

Muito tem se falado em Marketing de Conteúdo. Mas afinal, O QUE É Marketing de Conteúdo?

Marketing de Conteúdo é uma estratégia de Marketing para engajar um público definido, ou seja, um público que realmente possa vir a comprar seu produto ou serviço e se tornar cliente e consumidor.

O Marketing de Conteúdo não é novo, algumas empresas já descobriram há tempos, propagando pelo mundo off e mídias tradicionais experiências e particularidades que atingiam um determinado público, instigando nesse o ímpeto, interesse e posteriormente a compra.

odesign-marketing-conteudo

Hoje com a internet, ficou ainda mais importante essas ações, justamente porque as pessoas podem escolher os canais que acessarão mais facilmente, assim como entrar num site e simplesmente pular dele para um outro, seja por causa do design ou pelo conteúdo, diferente de tempos atrás onde ele estava obrigado a permanecer no intervalo da novela e absorvendo os anúncios. Outro dado a favor do Marketing de Conteúdo é que há um número enorme informação e pra aparecer, é necessário ter um conteúdo relevante e de qualidade, fazendo com que as pessoas sintam-se impactadas.

As empresas precisam compreender que simplesmente pagar por anúncios e forçar a visualização de uma propaganda, interrompendo uma navegação ou poluindo uma timeline é cada vez menos eficiente. Com o Marketing de Conteúdo você cria um relacionamento, alimentando um site, blog ou redes sociais com conteúdo relevante, seja a respeito do seu produto, estilo de vida ou até mesmo a solução de problemas que suas qualidades oferecem. Você está gerando assim, conteúdo interessante e que essas pessoas estão buscarão na internet, seja pelo mecanismo de busca do Google que vai achar seu blog ou site, seja pelo Facebook onde encontrarão seu conceito, identidade, conteúdos e histórias relevantes ou, pelo Youtube que ao procurar por um termo vão achar seu conteúdo, explicando ou oferecendo dicas essenciais, ajudando em eventuais dificuldades do usuário. Isso faz com que as pessoas cheguem até sua marca, empresa, produto ou serviço, criando uma credibilidade, confiança e preferência.

 

O Marketing de Conteúdo bem estruturado, segmentado e contínuo, gera fidelidade e faz com que pessoas indiquem, compartilhem e sugiram a outros amigos, fazendo com que esses terceiros, cheguem até você diretamente, estabelecendo assim um relacionamento e engajamento com base em conteúdos relevantes (pra um determinado público estrategicamente). A consequência é uma compra mais segura e que no final, irá custar bem menos pra você do que os anúncios em mídias tradicionais e online somente divulgando produto e serviços sem um conteúdo e uma história que agregue valor e gere confiança.

 

 

Marketing de Conteúdo

O Marketing de Conteúdo surge à medida que as empresas visam expandir seu alcance e eficiência na web. Assim, surge a necessidade de orçamentos para estratégias de marketing e formas de promoção a serem exploradas nesse meio, o que é um relacionamento.

odesign-mkt-digital-blog2

O relacionamento precisa cumprir etapas, como num namoro, onde você estabelece sua identidade visual, que é a sua veste, sua apresentação, depois, o conteúdo. Uma boa conversa, conhecer vários assuntos, é imprescindível saber um pouco de tudo, ter um bom papo e conversar mesmo. Você não chega numa festa e já sai pedindo em namoro, sem uma boa apresentação e um bom papo não é mesmo? VOCÊ PRECISA DE CONTEÚDO. Seu cartão de visita é sua aparência, mas sem conteúdo não vai muito longe. Com um bom conteúdo, você estabelece CONFIANÇA e PREFERÊNCIA. Pessoas com conteúdo têm a preferência, assim são as marcas.

O MARKETING DE CONTEÚDO, além de ser uma tendência natural, é hoje uma necessidade para qualquer negócio. Isso irá lhe diferenciar nesse mar de informações.

Muitos observadores comentam sobre o declínio da eficácia da propaganda tradicional. Uma simples razão para isso é que menos pessoas estão lendo, vendo ou escutando formas tradicionais de mídia.

O psicólogo Barry Shwartz identifica um agravante nisso tudo que chama de o “Paradoxo da escolha”, a maioria das pessoas não quer mais opções, elas querem simplesmente o que elas querem diante do excesso de escolhas. Isso não era problema numa década em que havia somente um modelo de carro como o Ford T na década de 20.

Hoje, precisamos acima de tudo, CONTAR UMA HISTÓRIA antes de querer vender. Entre tantas escolhas, temos a obrigação de sermos diferentes e apresentar CONTEÚDO RELEVANTE, conversar. Faça SUCESSO, divulgue mais e melhor, tenha mais lucros investindo em Marketing Digital e Marketing de Conteúdo, dá resultado!

Temos um plano feito especialmente pro seu negócio.
http://odesign.com.br/marketing-digital

 

 

 

Marketing Digital para um novo consumidor

Precisamos entender, de uma vez, que nosso consumidor não é mais o mesmo, ele evoluiu, e muito. A Revolução Industrial levou a um mundo de riquezas impensáveis até então, criando uma sociedade de consumidores, nos tornando essencialmente consumidores de mídia de produção em massa. E com TANTA MÍDIA, ninguém quer mais ser interrompido por publicidade e nós precisamos assim, oferecer uma nova forma de comunicar. É preciso conversar com esse potencial consumidor.

odesign-mkt-digital-blog1

As marcas não estão mais no controle, precisam entender a necessidade de se envolver com seu público para ele então se engajar com a marca e seu conteúdo e propagar além. E o Marketing Digital bem planejado, com conteúdo, tem papel fundamental.

Por tudo isso, a necessidade real e urgente de investir em Marketing Digital, estabelecer uma identidade forte na web e nas Redes Sociais, com publicações que darão ao cliente a sensação de AUTENTICIDADE, de ser genuína e cativante. Isso fará com que seu negócio tenha muito mais chance de sucesso num mundo de enormes quantidades de opções. Lembre-se, neste exato momento, a busca social é uma realidade e lá no Facebook está acontecendo, alguém está vendo seu CONCORRENTE, simpatizando com ele e criando vínculo.

E você? E sua empresa?

ESTÃO INVESTINDO EM MARKETING DIGITAL PARA AUMENTAR O FATURAMENTO?
Saiba como obter  vender mais e obter mais lucros

Por que as pessoas estão vendo cores diferentes naquele vestido?

A foto deste vestido causou uma briga imensa na internet: é azul e preto ou branco e dourado?Vestido dourado ou azul

 

Bom, não tem a ver com as células dos nossos olhos.

Nossas retinas têm células especializadas chamadas bastonetes, que são usadas para a visão noturna, e os cones, que lidam com as cores. Mas estas células das cores aparentemente não são a causa deste dilema.

“Eu diria que o grande responsável por isso é a diferença entre os cones”, disse Cedar Riener, professor de psicologia do Randolph-Macon College.

Existem três tipos de cones: vermelho, azul e verde. Cada um de nós tem proporções diferentes destes tipos. Mas as proporções diferentes “não parecem ter um grande impacto na nossa visão das cores”, disse Riener. “Eu poderia ter uma variação de 5 cones vermelhos para um verde e você poderia ter uma proporção de 2 vermelhos para um verde e a gente teria a mesma sensibilidade para as cores”.

Isso acontece por causa da maneira como o nosso cérebro interpreta as cores.

“Nós estamos fazendo decisões sobre a quantidade de luz que entra na nossa retina o tempo todo”, disse Riener.

Esta luz, chamada de luminosidade, é sempre a combinação do quanto de luz está brilhando sobre um objeto e do quanto ela é refletida a partir dele, completou.

“No caso do vestido, algumas pessoas estão decidindo que há muita luminosidade sobre o vestido preto e azul (ou menos reflexão). Outras pessoas estão decidindo que há menos luminosidade sobre o vestido branco e dourado (como se estivesse nas sombras, mas refletindo mais).”

Isto é o que acontece no famoso tabuleiro de ilusão de ótica de Adelson. Na imagem abaixo, o quadrado A é exatamente igual ao quadrado sombreado B, mas eles parecem ser totalmente diferentes:

Tabuleiro de Adelson

Ok, mas por que o cérebro das pessoas interpreta as cores de formas diferentes?

 

Nossa visão é altamente influenciada pelo processo chamado “top-down” (primeiro ver o todo, depois analisar o ponto específico), explica John Borghi, um neurocientista cognitivo da Universidade de Rockefeller. O processo top-down “começa com o cérebro filtrando informações de acordo com as nossas experiências e expectativas para produzir nossa percepção”.

Cada pessoa tem uma diferente série de experiências e expectativas, assim como níveis de atenção e movimentos de olhos particulares.

Por exemplo, o que você olhou logo antes de olhar para o vestido poderia influenciar a forma como o seu cérebro o percebe, disse Borghi. “Poderia ser também porque você já viu vestidos (ou tecidos) com a mesma textura e formato antes, o que também poderia afetar sua percepção”. Este fenômeno é chamado de “primado cognitivo”.

O interessante é que os cientistas não sabem muito sobre as diferenças individuais na percepção, disse Riener.

“As diferenças individuais tendem a não receber tanta atenção sobre pesquisadores de percepção, já que nós trabalhamos mais na forma como os olhos funcionam no geral”, ele disse. “E geralmente nossos olhos trabalham de forma muito parecida porque nós vivemos em um meio onde a cor e a luz têm geralmente as mesmas variações de azul”.

ENTÃO, É AZUL OU DOURADO?
Nós aqui vimos dourado…