A importância da internet para o seu negócio

A internet cada vez mais faz parte ativa da vida das pessoas, e atualmente o mundo é globalizado e conectado. Quando você procura um serviço ou uma empresa, a primeira coisa que faz é realizar uma busca na internet. Hoje, aproximadamente 70 milhões de brasileiros estão online, seja em casa ou no trabalho, passando em média 27 horas por mês conectados, se informando, se comunicando, trocando dados ou comprando, e é fundamental saber se comunicar com esse enorme público.


O primeiro e mais simples objetivo é você ser encontrado. O fortalecimento da marca, seu posicionamento, maior alcance e, consequentemente, melhor relacionamento com clientes e aumento das vendas, também são outros pontos que são possíveis alcançar estando na internet.

A Importância da Internet
Você ouvirá muito sobre outras estratégias de marketing digital, como marketing viral, mobile marketing, ações nas redes sociais, advergaming, etc. Enfim, uma gama de alternativas a serem empregadas para que sua empresa tenha sucesso na web. Porém, o mais importante é ter um conteúdo compatível com seu consumidor, personalizado para sua empresa e segmento, ter o conhecimento a seu favor, ter uma estratégia de atuação consistente e, assim, colher bons resultados.


Hoje, a Odesign possui casos de sucesso administrando páginas no Facebook e demais redes sociais, como as da FreeSurf, Jeimons, CodeSkateboard, além de outras, todas com foco em seus respectivos públicos, construindo um engajamento e interação eficazes, fazendo com que sua marca, cada vez mais em evidência, traga mais clientes em potencial, pessoas e fãs que realmente fortalecerão sua posição na rede.

Computador pessoal completa 33 anos

Em 12 de agosto de 1981, foi lançado o IBM 5150.

O computador pessoal completa 33 anos nesta terça-feira. Em 12 de agosto de 1981, foi lançado o IBM 5150, pioneiro do computador pessoal, que revolucionou a indústria na época.

ibmpc5150

Segundo informações da própria empresa, antes da chegada do IBM 5150, os computadores exigiam um quarto refrigerado, cerca de 60 pessoas para operá-los e custa cerca de US$ 9 milhões.

Com a novidade da IBM, o termo PC se popularizou e o computador ganhou um formato muito menor e com mais capacidade de processamento do que os modelos grandões dos anos 60. Ele era voltado tanto para consumidores, como para negócios e ajudou a construir uma indústria multibilionária. Na época, ele foi lançado por US$ 1.565.

ibm5150ibm

A primeira versão do IBM 5150 tinha memória RAM máxima de 256 Kb, processador Intel 8088 de 4.77 MHz, uma versão do Microsoft Basic, o produto base da Microsoft, e sem disco rígido. Segundo o jornal The Guardian, a expectativa da empresa era vender 242 mil unidades em cinco anos, mas esse número foi ultrapassado em apenas um mês.

O futuro da Educação

No futuro, A EDUCAÇÃO TERÁ BANDA LARGA E DRONES. Nos próximos 10 anos, a expressão “não sei” vai desaparecer. O mundo todo estará conectado, com internet banda-larga gratuita distribuída por drones, balões, ou microssatélites, e qualquer dúvida será resolvida quase instantaneamente. A previsão é do venezuelano José Cordeiro, professor da Singularity University, localizada em uma base de pesquisa da Nasa, no Vale do Silício (EUA). “Poderemos usar nosso cérebro para coisas mais importantes, mais interessantes e mais inovadoras. Para tarefas repetitivas, teremos os robôs e a inteligência artificial”, resume.

O futuro da Educação

A Estácio de Sá apresentou algumas de suas iniciativas que buscam àquilo que considera ser a “universidade do futuro”. A instituição construiu um protótipo do que será a “sala de aula do futuro”, que conta com uma tela conectada desenvolvida na universidade e patenteada no Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Ela permite interatividade com outros dispositivos, gerenciamento remoto e troca de conteúdo colaborativo, com o objetivo de facilitar o uso de conteúdos multimídia e a interação com os estudantes, substituindo projetor, computador, tela e caixa de som. O mobiliário também foge do tradicional e é pensado para estimular a criatividade dos alunos. A sala está em teste, e a ideia é que, até 2020, chegue a todas as unidades da Estácio.

A instituição criou também uma pré-aceleradora, a Espaço Nave, com objetivo de fomentar o empreendedorismo de ex-alunos, oferecendo capacitação, mentoria e acompanhamento para ajudar a tirar projetos no papel. Além destes espaços, também fazem parte da Future Zone (Zona do Futuro), um Game Center – onde estão disponíveis jogos educativos que ajudem o estudante a aplicar o conhecimento do curso – e um Media Lab.

O FUTURO DA EDUCAÇÃO JÁ COMEÇOU, esperamos que não seja apenas isoladamente e que chegue a todos, o ensino como conhecemos já há 50 anos tem que mudar.